sábado, abril 24, 2010

o Belo Monte

As águas do Xingu dobrarão aos pés de um Elefante Branco
da era dos sonhos infantis,
continuando a obra mortal dos colonizadores,
tirando dos índios o restos de seus penhores,
destituindo o direito do seu lar.
Um triste delírio de um homem torto
que se diz representante de um pobre povo
que não tem mais armas para lutar.
Eu sabia, não se deve acreditar em certos homens
que vivem do trabalho dos outros,
que se dizem patriotas e homens de direito
da soberania de uma nação.
E tudo por causa da ganância desenfreada
de fazer história sobre a ignorância alheia
inundando pequenas aldeias de homens que não votarão.
Sinto ter que declarar que o meu presidente
não passa de um delinquente que usa uma figura mentirosa do passado
para justificar seus presentes atos
sem aceitar que qualquer um o venha criticar.
Essa democratura, iniciada pelo golpe militar
perpetua escancarada nas mãos aluidas
de um hipócrita fantoche a governar.
Belo Monte se vai na triste vontade de um lunático
eu sinto muito pelo o que lhe vai acontecer...

2 comentários:

wolverine disse...

muito legal seu texto, embora eu não concorde com uma palavra

ricardo aquino disse...

Eu também não gostaria de concordar com esse texto, mas alguém que diz que vai fazer mesmo que sozinho, contra um povo que diz representar, num momento em que o mundo busca outras maneiras de crescimento. É um pouco complicado! Essa é minha revolta e não de todos! Obrigado pelo comentário Wolverine.